Wednesday, March 11, 2015

[se eu fosse uma mãe cheia de estilo] esta seria uma das minhas primeiras compras

Não é que não tenha um sentido fashion apurado, até tenho (risos) mas o que me falta é altura. E poder de compras. Depois também tenho a mais uns quilos que problematizam a questão. Mas se pudesse vestir qualquer trapinho que fosse, sem olhar ao peso, tamanho das ancas (ou do rabo gigante), altura de criança ou ao crescimento acentuado do valor do visa, estas seriam as minhas escolhas. Se eu fosse uma mãe cheia de estilo, uma nova rubrica, que tanto pode pender para o lado mais "mummy" (e pode ser mummy com ou sem barriga, tanto faz, depende do meu mood diário) como para os pequenitos. Sim, porque se há coisa que gosto é de comprar roupa ao meu filho (mesmo quando ele não precisa assim tanto). Agora com mais um a caminho, haja carteira (a do homem, claro) que aguente!


* Saias compridas! Primeiro, porque adoro saias. Depois, porque acho que as grávidas ficam o máximo e é super confortável. Infelizmente, este ano parece que as lojas não têm muita coisa destas. Encontrei uma na Blanco, que além de grande não tinha um padrão muito bonito (para mim, hey opiniões) e além disso, era demasiado plisada. Sendo eu um metro e meio de gente com ancas assim larguitas (e estou a ser tão simpática comigo mesmo), as pregas na cintura não me ficavam bem. Se souberem de sítios com saias compridas, giras mas giras, digam que cometo a loucura!


Aquele beijo,
*muah*
Ana