Thursday, February 13, 2014

[o melhor do meu dia] pedaços de gula gelados

Desde que comecei a tomar os novos medicamentos fiquei sem apetite. Estar sem apetite, no meu caso, que tenho uns quilos a mais (estou a ser simpática comigo mesma), é uma coisa boa! O pior é quando a fome (ou a gula) aparece. Vem sempre à mesma hora, quase todos os dias, quando estou sentadinha no sofá, tapada pela manta a ver programas de culinária, e se não tratam dela fico amuada e de mau humor. Felizmente, tenho o melhor namorado do mundo! Apesar de sempre ralhar comigo e dizer que assim não emagreço, arranja-me sempre qualquer coisa para eu meter na boca e me calar o mau feitio. Ontem não havia gelado! E apetecia-me gelado! Tinha que ser gelado! (Não, não estou grávida.) Foi um drama quando ele disse "eu avisei-te de tarde que já não havia gelado"! De facto tinha avisado, mas eu não tinha prestado atenção. O melhor namorado do mundo resolveu a questão, qual Macgyver qual quê. Num instante fez um gelado caseiro de morado, que não solidificou o suficiente para ser gelado, mas estava delicioso, como bolachas partidas aos pedaços. Senhores da OLÁ, apesar de ADORAR os vossos "swirls" que nos faziam sair de casa tantas vezes de propósito para satisfazer o meu pequeno desejo, o melhor namorado do mundo ontem fez o melhor gelado de sempre. É por isso que o amo tanto, porque é capaz de tudo para me ver feliz.

Imagem apenas representativa


Aquele beijo,
*muah*
Ana