Tuesday, February 25, 2014

[há dias assim] Papa Medos

Não faz muito tempo que comecei a procurar formas de ajudar o R. na luta contra o seu medo do escuro. Sempre foi um miúdo destemido nesta matéria, mas de repente, de um dia pro outro, como acontece sempre com ele, decidiu que tinha medo do escuro e que lá, no escuro, moravam monstros. 
Tentei falar com ele e explicar-lhe que os monstros não existem, mas todos sabemos que isso é mentira e não consegui convence-lo disso mais do que uma noite. Depois, decidi dizer-lhe que "mesmo que existissem" nunca entrariam cá em casa, porque tinham medo de mim. Que coisa mais parva que eu fui inventar. Até um miúdo de 4 anos consegue perceber que nenhum monstro teria medo de 1,50m de gente como eu. Aguentou-se mais uma noite, mas na noite seguinte voltou com a mesma história. Então, consegui convencê-lo de que tinha umas fadinhas que o acompanhavam sempre que ele ia para o escuro. Apontei para dois pontinhos de luz vermelhos no quarto. Dei nomes às fadas, e ele adormeceu feliz, pois as fadas iam tomar conta dele. Não percebo porque é que os monstros não têm medo de mim, mas têm medo das fadas, mas isso são outras contas... Durou a semana toda, e nunca mais houve medo do escuro nem pesadelos.
Depois, bem, depois veio a semana não e o R. foi para casa do pai com a conversa das fadas. O M. não percebeu nada e o R só deve ter ficado mais confuso. Quando voltou, na semana sim, rapidamente me pôs entre a espada e a parede, com o seu ar de adulto pequenino:

R: Mãe, acho que as fadas não são verdadeiras!
M: Então, porquê?
R: Porque disseste que elas iam comigo, e não foram para casa do pai.
M: Ai não? Se calhar não as viste!
R: Oh mãe, eu acho que não são fadas! São bruxas boas! Por isso é que não saem do mesmo sitio.

M: Pois, se calhar! Nunca tinha pensado nisso, filho!

E assim ficamos, mas acho que já não confia muito nas fadas, isto é, bruxas, isto é, pontinhos vermelhos de luz. 

Foi então que descobri os "papa medos" e aproveitando que ele faz anos, corri para a FNAC mais próxima à procura de um monstrinho que devora todos os nossos receios. Não foi fácil encontrar o bicho! Deve haver muita gente amedrontada por aí, mas consegui encomendá-lo online e agora vou esperar que acabe com este e todos os medos que surjam. 

Os papa medos (originalmente chamados Sorgenfresser) são uns bonecos com uma bolsa onde colocamos os nossos medos. Por exemplo o medo do escuro. O boneco devora o medo e as crianças (e quem sabe os adultos) acreditam que realmente o medo foi "comido" e vencem esse medo.

Apresento-vos o Flint. O novo residente cá em casa! Vamos ver se vai ser um comilão.


Aquele beijo,
*muah*
Ana