Saturday, December 31, 2016

Desejos para 2017

Manda a tradição que à meia noite, ao soar das 12 badaladas, pegues em 12 passas e peças 12 desejos. Deves fazer isto em cima duma cadeira, com uma nota na mão, ao pé coxinho, com uma taça de champagne na outra para brindar com a família e/ou amigos, que deves beijar e desejar um bom ano. Com certeza que existem mais coisas "a fazer" naqueles 12 segundos que contamos de forma decrescente com a boca cheia de passas e batemos as panelas à varanda, e festejamos.

Este ano vou esquecer a cadeira, o pé coxinho, as notas, e os desejos. Só não esqueço as passas porque até gosto de as comer. Vou pegar no meu mais novo ao colo, agarrar-me ao meu mais velho, contar de 12 até 0, pôr as passas todas de uma vez na boca, e dar-lhes um mega beijo. Depois vou dar um beijo ao homem que me atura 365/366 dias por ano, dar um golo no champagne e ver o fogo de artificio com os miúdos.

Vou guardar os desejos para depois, com calma, para que o universo preste atenção aos meus pedidos. Todos ao mesmo tempo, enquanto se ouvem os foguetes deve ser uma grande complicação, e assim, devagarinho, um por dia, vou debitando os meus. Ainda não decidi se tenho 12 desejos ou se os vou reduzir para metade. Não costumo ser muito pedinchona, por isso talvez deixe os outros 6 para alguém que queira pedinchar um bocadinho mais.

Este ano que vai entrar vai ser o meu ano. Mas não se preocupem, que não sou invejosa e por isso não me importo nada que também seja o vosso ano.

Um Feliz 2017.



Aquele beijo,
Ana