Tuesday, March 17, 2015

[há dias assim] Sugestões para o Dia do Pai

Não gosto do Dia do Pai. O ano passado assumi aqui no blog e expliquei as minhas razões. Também não acho particularmente piada ao dia da mãe, dos namorados, dos avós... whatever! Acho que se forem tratados de forma especial fazem sentido. O que não faz sentido é o consumismo extremo que se gera à volta deles. No entanto... Este será o último ano em que não terei que me preocupar com o dia do Pai. O R. tem o pai dele, mas quem se preocupa com a prenda não sou eu. Em parte até sou, porque fui eu que recebi o pedido de material da escola e o enviei, mas não me cabe a mim "comprar" uma prendinha, simbólica que seja, para ele oferecer ao pai M. Para o ano a história muda de figura. A cria já cá estará, o R. grande já será o pai R. e a cria ainda não terá habilidade para fazer uma prendinha para o pai. Então, lá terá que entrar a mãe ao serviço!

Este ano, como ainda não há prendas para ninguém, fica aqui uma lista de sugestões, que será mais uma lista daquilo que o pai R. gostaria (provavelmente) de receber. Algumas fora do orçamento e cheias do mais puro consumismo, é verdade, mas é só uma lista dos desejos dele (ehehe)!

Uma PlayStation 4 novinha, já montada e pronta a jogar. Faria as delicias não só do pai, como da mãe e das crias. Apenas se tiveres vontade de passar mais tempo sozinha. 

A acompanhar a PS4, tinha que vir um jogo. Pela minha experiência, este é o jogo mais jogado entre homens e infelizmente aquele que mais odeio e no qual não consigo participar. 

O meu homem é um vaidoso. Se vos disser quantos pares de ténis, só dele, existem cá em casa, vocês percebem. Mas, se formos justas, um par de sapatos novos nunca é demais. Sei que ele adora cores berrantes, que já não são para a idade dele, mas se é para dar, que seja algo que ele adore (e que não use quando sair conosco à rua).

Umas calças da Zara que o homem anda a namorar desde que elas apareceram. Não parecem muito giras assim na foto, algo banais até. Mas o homem de banal não tem nada, e estas calças não são para qualquer homem, porque são daquelas apertadinhas e ainda por cima, meio brilhantes (mas quem pode, pode, e naquele corpinho tudo fica bem). Eu também gosto de o ver assim, aperaltado e a destacar-se da multidão! Mas se o vosso homem não for desses, umas calças que ele goste são a ideia essencial. E das quatro sugestões, talvez a menos consumista, porque umas calcinhas fazem sempre jeito!

Se ainda não prepararam nada, apressem-se! Já falta pouco!

Aquele beijo,
*muah*
Ana