Monday, March 2, 2015

[há dias assim] e este foi de choro!

Contínuo sem me entender com as partidas. Pensei que com o tempo melhorasse. Mas não. Sempre que acaba uma semana sim, lá em o choro, a tristeza, a vontade de ficar aninhada sem fazer mais nada. Esta semana não foi diferente.

Sábado à noite (fizemos a "troca" no sábado por volta das 16:00), dou por mim a chorar a ver o MasterChef Portugal. Chorei quando o senhor falou no filho com parelesia cerebral, ou naquele  outro que estava a concorrer pela segunda vez e nem assim conseguiu. Chorei quando os italianos passaram os dois e se beijaram de felicidade e quando o puto de 18 anos não conseguiu entrar, mas foi-lhe dada uma super oportunidade de em Julho tentar de outra forma. Ninguém chora a ver o Masterchef, mas eu chorei.

Depois decidi que queria ver o "Still Alice", um filme sobre uma professora de 50 anos que decobre que tem Alzheimer precoce. Óbvio que chorei. Nem vale a pena explicar porquê. Do filme falarei outro dia.

Fui para a cama, e chorei. Estás a chorar porquê, pergunta o R. grande. E eu sei lá. Por tudo! Domingo de manhã tomo o pequeno almoço de lágrima no olho. Acordei de olhos inchados e mesmo assim contínuo a chorar.

Gabo a paciência de quem me atura. Mas não consigo controlar. Será que vai melhorar com o tempo?


Aquele beijo,
*muah*
Ana